Qualidade atestada no Desenvolvimento de Software

Se há três anos, Minas Gerais sequer aparecia no “radar” da Softex (Associação para a Promoção da Excelência do Software Brasileiro), hoje o estado disputa com São Paulo e Rio de Janeiro o número de empresas oficialmente reconhecidas pelos padrões de qualidade no desenvolvimento de softwares. O reconhecimento vem em forma de qualificações, como a MPS.BR (Melhoria de Processo de Software Brasileiro) nível F, que a TechBiz Informática possui desde 2008 e que evoluirá, ainda em 2010, para o nível C.

O título é equivalente ao CMMI, desenvolvido pelo Software Enginnering Institute (SEI), nos Estados Unidos, e atesta a qualidade dos processos de desenvolvimento, manutenção, engenharia e aquisição de software em uma empresa. “Se alguma organização governamental exigir o CMMI em licitações, ela pode aceitar o modelo brasileiro MPS devido à sua equivalência técnica”, afirma Renato Maia, diretor técnico da TechBiz.

“Hoje, as licitações para compra de softwares estão pedindo esse tipo de certificado e pontuando. Mesmo para a empresa que não concorre, é importante comprovar ao cliente a sua capacidade de desenvolvimento. Além de ser um benefício próprio na diminuição de custos e aumento do lucro”, justifica Ana Regina Rocha, doutora em engenharia de software pela PUC-Rio, professora da COPPE/UFRJ, avaliadora-líder e coordenadora da equipe técnica do MPS.BR.

Do ponto de vista macroeconômico, as vantagens de se obter esse título são ainda mais interessantes. O MPS.BR é uma maneira de instituir um padrão de qualidade na indústria de software e garantir a concorrência internacional nas exportações.

Fábrica de Software

Mas, para abocanhar uma fatia deste mercado, é preciso muito trabalho e adaptação às melhores práticas. Na TechBiz, foi preciso mudar a cultura de trabalhar sob a demanda e pressão do cliente e apostar na qualificação da empresa como um todo, e não só de determinados profissionais, para fazer jus ao título MPS.BR. Planejamento se tornou um lema para a equipe envolvida no processo de adaptação às exigências do modelo.

Atualmente, a TechBiz consegue prever uma eficiência potencialmente maior no desenvolvimento de softwares, trabalha com processos bem definidos, funcionalidades claras, e sempre com a visão do todo.

 


Entenda

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro

  • O MPS.BR é um programa brasileiro de certificação de empresas, que atesta a excelência dos processos de engenharia, desenvolvimento, manutenção e aquisição de software.
  • Está em desenvolvimento desde dezembro de 2003.
  • É coordenado pela Associação Para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex), contando com apoio do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).
  • Existem sete níveis de maturidade, que vão do G ao A.
  • Número de empresas qualificadas no Brasil: 80*:
    • Empresas nível G: 54
    • Empresas nível F :19
    • Empresas nível E: 3
    • Empresas nível D: 1
    • Empresas nível A: 3

* Dados disponíveis no site da Softex. Os números não estão atualizados. A avaliação da TechBiz, por exemplo, ainda não está incluída nesta estatística.

 

CMMI - Capability Maturity Model Integration

  • Criado pelo SEI (Software Engineering Institute) da Universidade Carnegie Mellon, o modelo de qualidade é respeitado mundialmente na melhoria de processos para o desenvolvimento de produtos e serviços no setor de Tecnologia da Informação (TI).

Blog TechBuzz

  • PMI estimula projetos sustentáveis
    Nos dias 19 e 20 de setembro o Ouro Minas Palace Hotel, em Belo Horizonte, sedia o IV Congresso de...
  • Interação com o usuário
    No final de julho, a designer do Grupo TechBiz Glênia Braga concluiu o curso de especialização em Design de Interação...
  • Estatísticas
    Confira alguns dados do IDC sobre a Tecnologia da Informação: A Computação em Nuvem e a Virtualização devem liderar os investimentos...