BPM / SOA


Negócios envolvem tecnologias e pessoas. Para a automação e o gerenciamento dessa infraestrutura, a TechBiz Informática trabalha com as soluções de BPM e SOA da IBM. Business Process Management (BPM) e Service Oriented Architecture (SOA) são a combinação perfeita para a computação empresarial. Através do BPM é possível definir processos de negócios, seu monitoramento e gerenciamento. A SOA viabiliza a comunicação entre os serviços da empresa, garantindo-lhe maior agilidade e flexibilidade.

 

SOA (Service Oriented Architecture)

A Arquitetura Orientada a Serviços reúne e orquestra os elementos heterogêneos de software que uma empresa utiliza para construir e suportar o seu negócio. O objetivo é integrar o legado existente para oferecer serviços, combiná-los e fazer com que eles contribuam com a TI e com a estratégia do negócio. A SOA fornece, essencialmente, uma estrutura na qual a lógica do aplicativo pode ser decomposta em pedaços ou serviços. Os serviços representam processos de negócios do tipo 'abrir uma conta' ou 'calcular encargos de remessa internacional'. Eles podem ser reutilizados e modificados e aplicados em diferentes áreas dentro e fora da empresa sem ajustar a tecnologia subjacente. O resultado é uma arquitetura de TI flexível que alavanca o compartilhamento e reutilização dos componentes de TI para aprimorar a capacidade de responder às condições mutantes do negócio.

Web Services

Para implementar serviços rapidamente sem levar em conta as diferenças entre as condições de TI como linguagens de programação, sistemas operacionais e outros, são utilizados os Web Services. Se a SOA é a arquitetura, os Web Services são os blocos de construção. Os Web Services proporcionam um modo padronizado de integrar aplicativos baseados na Web como um meio de as empresas e organizações se comunicarem sem ter um conhecimento extensivo dos sistemas de TI umas das outras.

Independência

Os Web Services permitem que os aplicativos se comuniquem entre si de modo independente da plataforma e linguagem de programação. Os Web Services utilizam XML (linguagem de marcações extensíveis) para descrever as interfaces de aplicativos em uma linguagem chamada WSDL (linguagem de definição de Web Services). XML e WSDL são padrões abertos que permitem que os serviços se comuniquem de uma maneira neutra, independentemente da plataforma de hardware, do sistema operacional e da linguagem de programação nos quais o serviço está implementado. Isso permite que os serviços interajam entre si de modo uniforme e universal, independentemente da implementação de cada um. Essa independência da implementação é conhecida como acoplamento livre.

O acoplamento livre contrasta fortemente com o acoplamento apertado, em que os componentes dos aplicativos são estreitamente interrelacionados em função e forma, o que os torna, portanto, inflexíveis no que tange à reutilização ou compartilhamento de um serviço. Em decorrência do trabalho com padrões abertos como o XML e o WSDL (e existem vários outros), a empresa do futuro pode construir sistemas de TI flexíveis com serviços livremente acoplados que podem ser compartilhados, modificados e permutados sem enfrentar dificuldades com a customização de tecnologias subjacentes. Essa é uma das chaves críticas da execução de uma SOA bem-sucedida para suportar um negócio ágil e responsivo com sistemas de TI flexíveis.

 

BPM (Business Process Management)

Os processos de negócio definem como uma empresa opera e se diferencia no mercado. Para atingir a excelência operacional, é preciso ter agilidade para adaptá-los rapidamente às necessidades dos negócios. O BPM potencializa um analista de negócios a alinhar os sistemas de TI com metas estratégicas, oferecendo um conjunto de ferramentas para criar modelos automatizados de processos, alterá-los quando necessário ou criar novas tarefas. O BPM otimiza a utilização dos serviços disponibilizados via SOA, gerenciando a relação entre eles sob uma ótica de processos de negócio.

As soluções BPM da IBM, comercializadas pela TechBiz Informática, complementam e melhoram o desempenho e o valor dos sistemas ERP. Os processos e subprocessos principais podem ser extraídos e estendidos a partir dos sistemas ERP e implementados de uma maneira que permita automação inteligente e mudanças dinâmicas. Também há recursos de alerta para problemas crescentes para as partes interessadas visando a solução mais rápida de problemas e o trabalho em novas áreas de oportunidade, por exemplo, ao prever entradas que não são enviadas a tempo.

A IBM, líder de participação no mercado de gerenciamento de processos de negócios, oferece um conjunto de produtos, ofertas de valor estendido e um host de serviços e aceleradores.

IBM BPM Suite

WebSphere Dynamic Process Edition (Processos de Negócios Dinâmicos)

FileNet Active Content Edition (Processos Centralizados no Conteúdo)

 

Ofertas de valor estendido:

  • Processamento de eventos de negócios
  • Repositório de ativos para BPM
  • Ferramentas de Colaboração Analítica Avançada
  • Aceleradores de processo

 

As soluções IBM BPM podem:

  • Fornecer análise do estado atual da sua organização
  • Identificar falhas em termos de fornecimento e demanda
  • Possibilitar que os gerentes conduzam “análise e se...” para determinar se sua empresa deveria mudar algum fator nas suas operações
  • Integrar fluxos de processo dinâmicos e manipulação de exceção
  • Ajudar a reagir ao ambiente dinâmico ao integrar processos dinâmicos e gerenciar exceções
  • Os usuários podem dar entrada em regras para variáveis repetíveis e mutáveis a fim de determinar como a organização vai operar em determinadas circunstâncias
  • Automatizar processos com a finalidade de abranger sistemas de TI desconectados, informações e tarefas manuais, e orquestrá-las em um fluxo de processo otimizado.

 

Sobre a automação de processo:

  • É guiada por modelos versus codificada permanentemente, de modo que é mais fácil, barato e rápido implementar as mudanças.
  • Inclui recursos de gerenciamento de fluxo de trabalho humano para agilizar tarefas manuais, tornando-as repetíveis e consistentes ao mesmo tempo em que melhoram a produtividade e reduzem os erros.
  • Inclui amplos recursos de integração de processos para conectá-los de ponta a ponta em múltiplos silos, por exemplo, automatizando o gerenciamento de pedidos distribuído entre múltiplas linhas de produto.
  • Aproveita componentes reutilizáveis do processo de modo que possam ser rapidamente recombinados em novos processos.